CBBlogers

Colaboradores

6 dicas para retirar a sua empresa do vermelho

por Kauany Santos em Colaboradores

outubro 31, 2018 0

Se as contas não fecham no final do mês, se sobram boletos para pagar e falta dinheiro, é bem provável que sua empresa esteja no vermelho. Com a crise econômica milhares de negócios, de todos os portes, inclusive para quem é sua própria empresa, enfrentam dificuldades para lucrar e se manter de pé. 

Mas calma, nem tudo está perdido. 

Com foco e disciplina é possível recolocar as contas nos trilhos e manter um negócio próspero e lucrativo. Confira essas 6 dicas de ouro para tirar sua empresa do vermelho:

1 – Saiba o tamanho do problema

O primeiro passo para sair do vermelho é conhecer, detalhadamente, o tamanho do rombo financeiro de seu negócio. Essa não é uma tarefa fácil, exigirá concentração e senso crítico para registrar, detalhadamente, todas as contas que estão em aberto. 

Contabilize todos os gastos fixos e variáveis de sua empresa. Comece pelo mais importante: aluguel, funcionários (caso tenha), fornecedores, contas de luz, telefone e internet. Acrescente também todas despesas variáveis, como compras de produtos, mão de obra, materiais e gastos com transporte. Com este resumo detalhado ficará mais fácil iniciar os processos de negociação. Você também pode fazer esse controle através do fluxo de caixa.

2 – Priorize as contas urgentes

Selecione todos os gastos vitais, aqueles os quais sua empresa depende para continuar em movimento, e negocie pessoalmente com cada um deles. Fornecedores? Discuta prazos maiores e eventuais descontos para pagamento imediato. Aluguel? Fale com o dono e busque uma condição especial de pagamento. O maior problema de ter as contas no vermelho é achar que não há negociação. Na maioria dos casos os credores preferem negociar e oferecer descontos do que não receberem suas faturas. 

3 – Separe as contas pessoais

Um dos principais motivos por problemas financeiros em empresas é a mistura entre contas pessoais e empresariais. Lembre-se: em tempos de crise o empresário é quem deve primeiro apertar os cintos. 

Reduza a retirada de pró-labores por um tempo até que as contas estejam normalizadas. Se você é autônomo, redobre a atenção! Quando você é sua própria empresa há maiores chances de desequilíbrio nas contas por causa de retiradas de capital fora de hora. 

4 – Invista em automação comercial

Quando falamos de contas no vermelho, a primeira ideia é cortar todo e qualquer investimento. Este é um erro que leva muitas empresas ao fechamento. O ideal é aliar cortes de gastos com investimentos de capital nas áreas certas – e um sistema de automação comercial se enquadra neste cenário. 

O ideal é investir num ERP (sistema de automação comercial) como o GestãoClick, que possui valores acessíveis e pode ser moldado dentro de suas necessidades. Com um ERP você começa a colocar suas contas em dia de maneira organizada e fluída. Nada de bagunça na hora de gerir seu negócio.

Lembre-se: a organização empresarial é o primeiro passo para a lucratividade. Com o sistema ERP online da GestãoClick você controla contas a pagar e receber, estoques, fornecedores, clientes e muitos outros setores de sua empresa. Tudo isso de maneira conectada, segura e eficiente. Esse é um investimento que se converte em lucros imediatos. 

5 – Corte gastos

Com um sistema de automação comercial ficará mais fácil compreender em que setores sua empresa está gastando dinheiro demais. Utilize as funcionalidades do ERP para controlar seu fluxo de caixa, estabelecendo metas de vendas e fazendo seu estoque girar. Com um ERP é possível ainda calcular a margem de lucros de seus produtos e serviços de maneira mais exata, potencializando os ganhos e evitando erros de precificação. Outra vantagem do ERP da GestãoClick é a economia de tempo. Com uma gerência mais dinâmica sua empresa gasta menos tempo em conferências manuais de estoque e outros setores. Menos tempo com burocracia representa mais economia de capital. 

6 – Tenha um plano especial caso seja autônomo 

Empresários autônomos devem redobrar a atenção quando o assunto são contas no vermelho. Empresas individuais são mais sensíveis aos movimentos do mercado financeiro, sendo muito comum a falta de limites entre vida pessoal e empresarial. Se você é autônomo, separe os assuntos empresariais de sua vida particular. Se for preciso, reduza seus lucros e aumente, por um período determinado de tempo, a sua dedicação ao seu negócio. Não se esqueça de firmar boas parcerias – elas são fundamentais em tempos de crise. Crie em conjunto com parceiros que possam agregar novos valores ao seu produto e serviço. Uma outra alternativa é o home office. Ao separar um espaço de sua casa para o desenvolvimento de sua empresa você economiza gastos e administra melhor sua vida pessoal.


Quer receber as melhores dicas para blogs? Registre-se no CBBlogers e acompanhe as novidades!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*


#CNB2018 - VÍDEO OFICIAL
  
Pular para a barra de ferramentas