CBBlogers

Dicas Tech

O uso das hashtags como permissão

por Graziela Forti em Dicas Tech, Tech News

outubro 1, 2015 8

Olá Pessoal, tudo bem com vocês?

Uma publicação do jornal The New York Times sobre as marcas que usam conteúdo gerado por outros usuários, porém sem a permissão explícita, chamou a nossa atenção e por isso resolvemos abordar o tema aqui. Mas antes vamos entender como isso funciona:

Todo conteúdo publicado nas redes sociais pelos usuários é conhecido como “Conteúdo gerado pelo usuário”, que vem do inglês User Generated Content – UGC. Esse termo foi criado para sinalizar o conteúdo que pode ser foto, vídeo ou texto, criado por pessoas comuns ou clientes das marcas que remetem seus sentimentos, e esse conteúdo pode ser utilizado como fonte de informações para as empresas, agências de publicidades ou mídias no geral.

O uso das hashtags como permissão

Voltado ao caso lá do início, o artigo foi publicado depois que Shereen Way postou uma foto de sua filha no Instagram utilizando as sandálias Crocs, no qual ela marcou com a hastang #crocs. A empresa então copiou a foto e postou em seu site com outro conteúdo UGC. Porém, só depois da foto publicada é que a marca solicitou a permissão explicita para Shereen, que acabou recusando. A única solicitação da Crocs era que Shereen respondesse com a hastang #CrocsOK.

No mesmo artigo é citado que um porta-voz de uma empresa de marketing social esclarece que as marcas não precisam pedir permissão para usar uma foto em seus sites ou redes sociais, porque os usuários podem dar um consentimento implícito por marcação através das hashtang vinculadas a marca em seu post.

Na era das mídias sociais…

Os mecanismos de permissões formais (por exemplo, o upload de sua foto através de um site) deram lugar a muitos meios mais fáceis de conseguir permissão, como por exemplo, as hashtags. Por esse motivo, algumas marcar usa das redes sociais para obter conteúdo UGC.

A marca Calvin Klein, por exemplo, criou uma campanha que os usuários que usassem a hashtag #mycalvins teriam a chance de ser destaque no site da marca. Varias empresas utilizam da hastang para coletar informações UGC.

O uso das hashtags como permissão 1

Uma outra historia que foi parar no tribunal devido a essa questão é a do fotografo Morel, que ganhou um processo contra a empresas  Agence France Presse (AFP) e Getty images por direitos autorais depois que elas usaram sua fotografia do terremoto no  Haiti.

O fotografo utilizou as hastang #gettyimages ou #afp para chamar atenção para suas fotos, e mesmo assim o júri decidiu a favor de Morel, pois ele não tinha cedido os direitos autorais da fotografia, classificando a ação como roubo de imagem.

Profissionais que estão iniciando ficam entusiasmados com a exposição e aumento de seguidores, por isso utilizam desse mecanismo em suas imagens. Ícones de mídia sociais estabelecidas e fotógrafos que usam a mídia social profissionalmente são mais propensos a considerar a ação legal.

Em outras palavras, as marcas mais experientes não roubam de profissionais.

O uso das hashtags se tornou um método de conteúdo de palavras chaves e os usuários têm usado literalmente. Para os jovens da Geração Z, as hashtags são uma forma natural da linguagem. Seja qual for o caso, as hashtags são mecanismos de descoberta eficazes, elas são incríveis para as marcas que procuram autenticidade e prova visual de seus consumidores.

Mas o uso da hashtag implica no consentimento ou precisa da permissão explicita?

Ao que parece isso não é devidamente analisado, afinal, as marcas se esforçam para manter contato com seu consumidor. Mas é claro que a permissão explícita é necessária para marcas usarem o conteúdo UGC.  A empresa precisa ter o consentimento da pessoa que postou o conteúdo nas mídias sociais.

E vocês o que acham de tudo isso?

CBBlogers by Grazi Forti

E pra quem quiser conhecer um pouco mais sobre a Grazi, acessem o blog Falando de Feminices  para encontrar várias dicas, e também não esqueça de segui-la aqui na nossa Comunidade!

Facebook / Twitter / Pinterest / Instagram

*Imagem via Shutterstock

Comentários

  1. Foto de perfil de Carol Veloso

    Nossa, Grazi!
    Amei o post! Realmente nunca tinha pensado nisso antes!
    Hoje temos tanta facilidade de colocar # quando postamos algo… É bom entender um pouco mais sobre como isso é usado, e até visto pelas empresas.

    Parabéns!

    Beijos,
    Carol

    Responder
  2. Oi!
    Parabéns pela postagem!
    Um abraço.

    Responder
  3. Foto de perfil de Taty Ferrari

    MUITO BOM MESMO, amei!

    Só tomem mais cuidado com o texto, revisem bem antes de publicar. Tem um monte se “hastang” em vários parágrafos, e a frase “Por esse motivo, algumas marcar usa das redes…” com errinhos nítidos.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.


*


#CNB2018 - VÍDEO OFICIAL
  
Pular para a barra de ferramentas